Sinal de Menos #5

Baixar a revista inteira

Esta edição No. 5 de Sinal de Menos concentra-se em dois grandes temas: as questões urbanas (do movimento político brasileiro às perspectivas teóricas abertas por Constant Nieuwenhuys, por Guy Debord e os Situacionistas e por Henri Lefebvre até questões sobre o jogo e a crítica do moderno futebol-empresa) e as formas como Machado de Assis e Joseph Conrad representaram literariamente a modernização capitalista periférica em plena “era dos impérios”. A capa de Raphael F. Alvarenga teve a missão quase impossível de ilustrar estas duas linhas temáticas.

A edição começa com uma ENTREVISTA com o historiador MARCO FERNANDES, doutor em Psicologia Social pela USP e ex-militante do MTST. A conversa leva-nos por um percurso acidentado de conquistas e derrotas nos movimentos políticos brasileiros: do PT e o esvaziamento do trabalho de formação de bases à história das CEB’s e do movimento anarco- sindicalista no início do século passado.

Na seção de ARTIGOS, trazemos alguns textos sobre o projeto New Babylon, do pintor e arquiteto holandês CONSTANT NIEUWENHUYS, que pôs a sua imaginação a serviço do mundo pós-trabalho: o primeiro de GUY DEBORD (“Constant e a via do urbanismo unitário”), o segundo e o terceiro da autoria do próprio CONSTANT (“New Babylon – Um esboço para uma cultura” e “Descrição da zona amarela”, ambos, aliás, traduzidos dos originais). Segue-se uma apresentação desta problemática (“Um projeto em construção – Uma deriva pelo espaço-tempo de New Babylon”), feita por DANIEL CUNHA e RAPHAEL F. ALVARENGA.

A seguir, temos o ensaio de CLÁUDIO R. DUARTE, “Espaço social e sobrevivência do capitalismo – A teoria da reprodução social de Henri Lefebvre”, que estuda parte significativa da obra de Lefebvre, um importante interlocutor de Constant e dos Situacionistas. O texto mostra a atualidade da crítica lefebvriana da produção e reprodução do espaço social no capitalismo contemporâneo, tentando analisar o que o pensador francês denominava “contradições do espaço”.

Nos antípodas do clima geral de festa de copa do mundo, em “Futebol, capital, sadomasoquismo – O espetáculo como pseudo-jogo perverso”, CLÁUDIO R. DUARTE trata a questão da degradação do jogo em espetáculo capitalista e em uma espécie de “montagem perversa”, operante em sua racionalização, canalizando e desviando a violência social para fora do foco das relações sociais de dominação, com a constituição de um semblante de potência grupal e nacional, em que todos servem como instrumentos de gozo.

Por fim, chegamos à subseção literária. Em “Pacto com as trevas – Uma leitura materialista de Heart of Darkness”, RAPHAEL F. ALVARENGA e CLÁUDIO R. DUARTE analisam a novela de Conrad e tratam de pôr no lugar inúmeras peças de um grande quebra- cabeça materialista, que há mais de um século vem enfeitiçando a crítica. A posição correta do problema desvenda o pacto com o fetiche vivo, rastejando no coração “branco” das trevas coloniais africanas.

O último artigo, de CLÁUDIO R. DUARTE, “A loucura com método – O Delírio e o Humanitismo em Memórias Póstumas de Brás Cubas e Quincas Borba” faz uma leitura das duas mais célebres “philosophias” da obra machadiana, apontando em seu caráter enigmático – e só na aparência “carnavalesco” – a relação histórica com o laço social perverso e fetichista constituído na periferia do sistema, aproximando-se, nas linhas de fuga de seu movimento, com o estudo anterior sobre Conrad.

A seção de TRADUÇÕES LITERÁRIAS conta dessa vez com um pequeno texto de BERTOLT BRECHT, “O soldado de La Ciotat”, com tradução e introdução (“No tempo petrificado”) de RODRIGO CAMPOS CASTRO.

Na última seção, LEITURAS E COMENTÁRIOS, nosso resenhista quase oficial e infalível, JOELTON NASCIMENTO, escreve sobre o livro de Celso N. Kashiura Jr. (“Crítica da igualdade jurídica – Contribuição ao pensamento jurídico marxista”).

Como sempre, nossa expectativa é que estes textos alimentem novas discussões. A Revista vem aceitando contribuições. Os primeiros números estão à venda em papel (contate-nos para mais informações). Até a próxima edição!

Junho de 2010

[-] Sumário #5

Editorial

Entrevista
A crise do PT e do trabalho de base no Brasil com Marco Fernandes

Artigos

Dossiê “Constant” – Nota editorial
Raphael F. Alvarenga e Daniel Cunha

Constant e a via do urbanismo unitário
Guy Debord

New Babylon
Um esboço para uma cultura
Constant Nieuwenhuys

Descrição da Zona Amarela
Constant Nieuwenhuys

Um projeto em construção
Uma deriva pelo espaço-tempo de New Babylon
Daniel Cunha e Raphael F. Alvarenga

Espaço social e sobrevivência do capitalismo
A teoria da reprodução social de Henri Lefebvre
Cláudio R. Duarte

Futebol, capital, sadomasoquismo
O espetáculo como pseudo-jogo e montagem perversa
Cláudio R. Duarte

Pacto com as trevas
Uma leitura materialista de “Heart of Darkness”
Raphael F. Alvarenga e Cláudio R. Duarte

A loucura como método
O Delírio e o Humanitismo nas “Memórias Póstumas de Brás Cubas” e “Quincas Borba”
Cláudio R. Duarte

Traduções literárias

No tempo petrificado
Introduzindo Brecht
Rodrigo Campos Castro

O soldado de La Ciotat
Bertolt Brecht

Leituras e comentários

A igualdade jurídica sob suspeita
Joelton Nascimento

Anúncios

1 Comentário

  1. […] (1959-74), por Constant Nieuwenhuys (publicado no Dossiê “Constant”, revista Sinal de Menos nº 5) –Um Mundo sem Dinheiro: o Comunismo (1975-76), por Os Amigos dos 4 Milhões de Jovens […]


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  • ISSN

    1984-8730
  • Insira o seu email e clique para receber notificações de novos artigos por email.

    Junte-se a 149 outros seguidores

  • Comunidades e grupos

  • Contato

    dcunha77@hotmail.com